Milagres Israel Silva

A Mulher Cananeia Sirofenícia de Tiro e Sidom | Estudo Bíblico

A Mulher Cananeia Sirofenícia de Tiro e Sidom | Estudo Bíblico

Muito edificante a história da mulher Cananeia. Esta é uma narração que conta como uma simples mãe, obstinada, conseguiu através da humildade e do quebrantamento, vencer Deus.

O texto do livro de Marcos, capítulo 7 começa explicando que por causa da perseguição e do embate ferrenho com os fariseus, Jesus havia se retirado da Judeia e estava na Galileia.

Com mais liberdade para pregar, Jesus continuava o seu ministério, ensinando acerca do reino de Deus. Entretanto não satisfeitos com os acontecimentos anteriores, os fariseus enviaram de Jerusalém, uma comitiva para interrogar o mestre.

A tradição dos anciãos

Após vários temas discutidos e respondidos sem ter nada do que acusá-lo, os fariseus passam a difamar os discípulos de Jesus, dizendo que eles não seguiam a tradição dos anciãos e comiam sem lavar as mãos.

Jesus responde afirmando que a lei de Moisés nada dizia contra aquele fato e que a contaminação espiritual parte do coração humano.

“Nada há, fora do homem, que, entrando nele, o possa contaminar; mas o que sai dele isso é que contamina o homem.”
Marcos 7:15

Ainda mais, o mestre os repreende revelando que eles sim, transgrediam a lei, que mandava cuidar dos pais idosos, pois tinham uma tradição de dizer aos seus pais que a ajuda que poderiam dá-los, dariam-na ao templo.

E assim achavam que estava tudo certo, que podiam então deixar de cumprir aquele mandamento.

Jesus ao contrário, condena a atitude dos fariseus, que se escandalizaram de tal forma que o clima passa a ser mortal. O mestre sabia que já não haveria um meio de conciliação. Ele sabia que procuravam uma forma de prendê-lo e matá-lo.

mapa da siro-fenicia e a mulher cananeia

A Mulher Cananeia de Origem Siro-Fenícia.

Jesus faz então uma outra retirada pontual, desta vez para as regiões de Tiro e Sidom. Ali o mestre ficaria algum tempo para descansar destes embates, deixar que as animosidades esfriassem e planejar os próximos passos que daria na evangelização de Israel.

É neste contexto que aparece uma mulher Cananeia, grega e Siro-fenícia de nação, rogando por sua filha.

Ao ouvir falar que Jesus estava naquela região, esta mãe obstinada, parte para um duro embate afim conseguir a libertação de sua filha.

“Ela vinha clamando “filho de Davi tenha misericórdia de mim!” E o evangelista Mateus descreve que Jesus não lhe respondeu palavra alguma.”

A Siro-Fenícia

Tiro e Sidom estavam localizadas na Fenícia (atualmente o Líbano), ao norte da Galileia. Desde os dias de Pompeu (64 A.C.), a Fenícia estava anexada à Síria. Sidom distava aproximadamente 32 km de Beirute, capital do Líbano.

Tiro era muito famosa na antiguidade, pois os fenícios dominavam o mundo da navegação.

Os reis de Tiro no passado, haviam feito uma aliança com Davi e Salomão, em que enviariam madeira e mão de obra especializada para construção do templo.

Em contrapartida, Salomão enviaria para o rei Hirão e seus sucessores, mantimentos e cereais que a população de Tiro precisava.

As consequências deste acordo foram catastróficas para Israel, pois Etbaal, sucessor de Hirão, fez essa aliança com Israel através do casamento de sua filha Jezabel com o rei Acabe.

Jezabel introduziu o culto a baal entre os Israelitas, o que levou à ira divina e desembocou nos cativeiros Assírios e Babilônicos.

E aquela mulher Cananeia, vinha da descendência histórica daqueles povos que trouxeram tanto sofrimento ao povo de Israel.

Jesus e a Mulher Cananeia

Vemos que Jesus não responde a mulher Cananeia com imediata ajuda, mas com silêncio. Nenhum motivo é apresentado, porém, aqueles fatores históricos, étnicos, culturais, religiosos, econômicos e políticos, passavam muitas razões para Jesus ignorá-la.

Aquele silêncio foi como uma resposta mostrando toda aquela barreira psicológica que os separava.

Era também como que Jesus estivesse dizendo que ainda não havia chegado a hora de atender aos gentios. Não estava nos planos de Deus naquele momento.

Mas a mulher Cananeia não desistiu e com o coração quebrantado, humildemente jogou-se aos seus pés e o adorou.

“Mas Jesus disse-lhe: Deixa primeiro saciar os filhos; porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.”
Marcos 7:27

O que faríamos se algum de nós tivesse recebido essa resposta de Deus. Será que deixaríamos o nosso orgulho falar mais alto?

Será que ficaríamos aborrecidos com Deus por sermos comparados com cachorros e voltaríamos pra casa com orgulho ferido?

a mulher cananéia

A Mulher Cananeia, A Mãe que Intercede por Sua Filha.

Se estava sendo humilhada por Deus, a mulher Cananeia se humilhou a si mesmo ainda mais quando respondeu:

Sim, Senhor; mas também os cachorrinhos comem, debaixo da mesa, as migalhas dos filhos.
Marcos 7:28

Uma resposta que vai além das barreiras morais, históricas, étnicas e etc. A sua auto-humilhação e quebrantamento foi tamanho que o próprio Jesus, sendo senhor da fé, sendo a fé encarnada, admirou-se dela.

“Oh mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã”.
Mateus 15:28

Jesus não teve mais o que dizer. A fé da mulher Cananeia era imbatível.

“a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” Salmos 51:17

Se há algo que Deus não resiste é a perseverança.

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.”
Mateus 7:7-8

A mulher Cananeia conseguiu mudar os planos divinos naquele dia. Jesus não queria ser incomodado por ninguém. Jesus não queria que ninguém soubesse que ele estava naquela região.

Mas ele não pôde ocultar-se dela.

Desta forma aquela mulher prevalece e deixa Deus “alegremente derrotado”. Ela deixou Deus feliz, contentemente na sua incapacidade de dizer “não”.

Deus é invencível mas, gosta de se deixar vencer pelos seus servos. Deus é imutável mas, gosta de alterar seus planos em favor do seu povo.

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.” 2 Crônicas 7:14

Deus é cheio de sabedoria mas, gosta de ser surpreendido pela sabedoria de um coração que ama alguém.

“Oh mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas.”

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. CAROLINE disse:

    muito boa a explicação mas eu queria saber pq Jesus a comparou com os cachorros algo mas aprofundado quando Jesus diz ñ é bom pegar o pai dos filhos e deita lo as cachorrinho oq ele quis dizer com isso oq ele quis se referir a isso

    • Israel Silva disse:

      Os Judeus, em geral, consideravam os gentios impuros, por causa da idolatria que era largamente praticada fora de Israel. As palavras de Jesus eram alegóricas, pois o cachorro é um animal impuro. Os filhos eram os Judeus, que por causa da promessa feita a Abraão, primeiro Jesus tinha que anunciar ao povo de Israel. Até aquele momento, os gentios recebiam “alguma coisa” de Deus, daí a comparação com as migalhas que caem da mesa dos filhos.