Paixão Israel Silva

A Traição de Judas Iscariotes | Jesus é Preso | Estudo Bíblico

A Traição de Judas Iscariotes | Jesus é Preso | Estudo Bíblico

A traição de Judas está prestes a acontecer. Todos estão no jardim do Getsêmani. Os discípulos de Jesus descansam, após terem presenciado a grande agonia que o Mestre passara, com seu suor tornando-se em sangue.

Jesus prevê a sua traição por Judas Iscariotes e sua consequente prisão. Jesus tinha uma grande preocupação com seus discípulos, para que não fossem presos
também.

Sob uma afetuosa vigilância do Mestre, os discípulos dormiam. Depois de algum tempo, já se podia ouvir os passos da turba que vinha para prender Jesus.
O Mestre os desperta com o aviso de que já estavam muito próximos aqueles que buscavam prendê-lo.

“E voltou terceira vez, e disse-lhes: Dormi agora, e descansai. Basta; é chegada a hora. Eis que o Filho do homem vai ser entregue
nas mãos dos pecadores.

Levantai-vos, vamos; eis que está perto o que me trai.”
Marcos 14:41-42

a traição de judas

A Traição de Judas Iscariotes com Um Beijo. Jesus é Preso.

A traição de Judas Iscariotes

Após ter saído do Cenáculo, onde participou da última ceia de Páscoa,
Judas Iscariotes não perdeu tempo para arquitetar a sua traição.

Ele foi até os príncipes dos sacerdotes e informou que aquele era o melhor momento para executar o plano. Judas era o responsável por entregar Jesus. Judas recebeu imediatamente uma escolta.

Dentre eles, iam servos do Sinédrio, guardas do templo, capitães da guarda do templo, membros do Sinédrio e alguns
soldados romanos, que pertenciam à guarnição que estava aquartelada na torre Antônio, construída a nordeste do templo.

A lua de Páscoa brilhava intensamente naquela noite, iluminando parte
do horto coberto de árvores, local onde Jesus costumava passar a noite com seus discípulos, quando não ia para Betânia.

A escolta não saberia quem Jesus era. À noite seria ainda mais difícil de distingui-lo de seus apóstolos. Foi combinado um sinal para mostrar quem
deveriam prender. Eles não esperavam que o salvador se apresentasse espontaneamente.

“Ora, o que o traía, tinha-lhes dado um sinal, dizendo: Aquele que eu beijar, esse é; prendei-o, e levai-o com segurança.”
Marcos 14:44

Entre os judeus, o beijo era uma forma costumeira de saudação. A utilização deste sinal, revela toda hipocrisia e perversidade que estava no
coração de Judas Iscariotes. Judas transformou um sinal afetuoso de amizade e ternura em símbolo da traição.

Judas Iscariotes, ao ver Jesus no jardim do Getsêmani, se põe à frente e o beija no rosto.

“E, logo que chegou, aproximou-se dele, e disse-lhe: Rabi, Rabi. E beijou-o.”
Marcos 14:45

jesus é preso

Após a traição de Judas, Jesus é Preso e Conduzido à Pilatos.

O Mestre mostrou a Judas que ele não o enganava com sua hipócrita e falsa saudação.

Mesmo sendo traído pelo beijo de Judas, ainda assim, num gesto de amor
àquela pobre alma, faz um último apelo à consciência do traidor. Jesus queria que ele refletisse e se arrependesse.

“E Jesus lhe disse: Judas, com um beijo trais o Filho do homem?”
Lucas 22:48

Muito interessante constatar que foi preciso um beijo de Judas, ou seja, um sinal para que se soubesse quem deles era Jesus. Jesus era muito parecido
com seus discípulos. Jesus era “igual” aos demais que o seguiam.

E é lindo aprender que Jesus fez a diferença, se fazendo igual à nós. Pra Jesus, “fazer a diferença é ser igual”. Enquanto há diversas pessoas que
querem “ser diferentes”, querem ser notados, ser melhores que os outros; Jesus se fazia em igualdade.

Jesus é preso

Cenas dramáticas se dão após a traição de Judas! A turba armada de espadas e varapaus. Religiosos cheios de ódio e sede de vingança. Um banho de sangue poderia acontecer
naquele cenário cheio de tensão.

Jesus mesmo se entregou aos inimigos, dando passos à frente, indo ao encontro deles.

É lindo ver a consciência da missão messiânica de Jesus. Ele não fugiu do seu destino, antes se entregou para ser preso e sacrificado por todos nós.

E Jesus se apresenta de uma forma majestal. Quando diz: “Sou eu”, disse como Deus, de forma que ninguém conseguiu ficar de pé, diante do seu poder. Todos
caem por terra! E isto prova que ele se entregou mesmo! Foi por muito amor!

“Responderam-lhe: A Jesus Nazareno. Disse-lhes Jesus: Sou eu. E Judas, que o traía, estava com eles.
Quando, pois, lhes disse: Sou eu, recuaram, e caíram por terra.” João 18:5-6

Pedro fere a orelha de Malco

Os soldados e os guardas do templo lançam-se sobre Jesus e o prendem brutalmente. A tensão sobe. Pedro saca a espada que levava e fere a orelha
direita de Malco, servo do sumo sacerdote Caifás.

A luta era desigual. Jesus logo interfere e o cura imediatamente. Jesus sabia das cruéis represálias que os discípulos poderiam enfrentar. E era chegada a hora de beber do cálice amargo.

“Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.”
Mateus 26:52

Jesus rejeitava qualquer intenção de resistência. Os discípulos conseguem fugir, e assim o Mestre é preso e levado para ser ouvido por Anás.

Sobre o autor | Website

Formado em Hebraico Bíblico, Geografia Bíblica, Novo Testamento, e Estudos do Apocalipse; é Especialista em Estudos da Bíblia, certificado pelo Institute of Biblical Studies da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!